Tuesday, May 22, 2007

Ventos da Vida

Vida que é mistério infindo
que me é imprevisível como o mar
e inconstante vais sempre seguindo
um fluxo que me conduz a te amar.

Ondas desta caótica vida
que oscilam em meu coração
e a visão me faz mais colorida
me tirando, enfim, a razão.


Cegam-me ventos de amor
com a fantasia que me tenta a sonhar
e já não ouso, à ti, com fervor
jamais os desejos negar.

Sois venda da mente carente
ou cura do coração solitário?
Fantasia da alma contente
Ou da vida, motivo primário?

Assim minha vida se guia
aos embalos de ondas e ventos
que me conduz na feliz calmaria
mas confunde em seu grande tormento.

6 comments:

Fernanda said...

que poema lindo... ahhh eu já nem ouso mais elogiar... estou ficando repetitiva...

De fato, a vida brinca com nossos sentimentos, e eu sem bem como isso nos faz vulneraveis...

Ah, acho que volto a escrever... Nao sei bem... Tomara...


Pena que nao nos vimos em Sao Jose.

Beijos.

Fernanda said...

Vc sumiu... o que houve...

bom...
bom dia....

Saudade....

Fernanda said...

Já estás nos meus FAVORITOS!!!!!


Ve se aparece...beijos...

esse.do.msn said...

"Sois venda da mente carente
ou cura do coração solitário?"

muito legal, traduziu algo que tbm sinto qdo escrevo.

bjos
tania

Fernanda said...

Hei, o estágio pode ser emuma empresa privada? Com direito a uma coisinha por mes e tudo...???

Bom... vc faz engenharia ou ciencias?? pra ver se ter como conseguir o estagio na empresa pra vc...


Aparece ai!!!!

beijos!!!!

Msn, ok!!!

jully said...

[i]
Oi leeee
muito lindo teus poemas
realmente tua alma se irradia a escrever coisas tõ lindas ^^

beeeijosss